-->
Prémio IHRU_ATP_carr     
Prémio Nuno Teotónio Pereira »
Reabilitação Urbana | 2016

Mensão Honrosa de Reabilitação de Edifício
CASA DO PINHEIRO MANSO
Rua do Pinheiro Manso nº362, Ramalde, Porto
2016F05_16CASA_PINHEIRO_MANSO_Img00
PROMOTOR:
Pilar Baylina e Pedro Alves
 
EXECUÇÃO:
Lógica 2
 
PROJETO:
- Coordenação técnica e Arquitetura: Arq.ª Joana Leandro Vasconcelos

- Estabilidade - NCREP  
- Infra-estruturas Hidráulicas; Eng.º Bruno Miranda
- Instalações Mecânicas: Niluft Engenharia Lda
- Instalações Eléctricas: JV Engenharia Unip, Lda
- Acústica: Ricardo Silva Engenharia

Pretendia-se reabilitar a Casa do Pinheiro Manso, típica do Porto burguês do séc. XIX, construída num lote estreito e comprido, com duas frentes e jardim nas traseiras, mantendo as características originais da casa e dotando-a de espaços amplos e luminosos, mais ajustados ao pretendido pelos clientes.

O piso térreo, em muito mau estado de conservação, e com uma relação directa com o jardim que se pretendia potenciar, foi alvo de uma maior transformação em termos de elementos construtivos e de organização espacial, tendo no entanto mantido a função social. Neste piso assumiu-se uma linguagem marcadamente contemporânea através de espaços mais amplos com portas e painéis a toda a altura. Em particular, na separação da cozinha com a sala comum, foi construida uma porta em ferro e vidro, amplificando a passagem de luz entre os espaços, e tornando a sua relação mais fluida.

Nos dois pisos superiores, que passaram a albergar os quartos e uma sala mais privada, a intervenção contemplou a reabilitação da grande maioria dos elementos construtivos existentes, tais como carpintarias, portas, etc. Procurou-se imprimir um carácter mais moderno às novas instalações sanitárias, garantindo a sua adaptação às exigências de utilização actuais.

A fachada principal, integrada num conjunto de 2 casas construídas em simultâneo, foi reabilitada. Na fachada posterior, que já tinha sido alvo de uma alteração em meados do séc. XX, optou-se por aumentar os vãos para garantir uma ligação mais franca da casa com o jardim: na sala comum, situada no piso térreo, através da instalação de um conjunto de portas em harmónio com cerca de 3,0m de altura, permitindo que particularmente nos meses mais quentes a sala se funda com o jardim; na sala mais privada, situada no primeiro piso, através da instalação de uma janela de grande dimensão, permitindo o usufruto da vista do jardim.

A conjugação da reabilitação dos elementos construtivos existentes com a
materialização de espaços mais amplos e modernos permitiu cumprir os objectivos principais da intervenção: respeitar o valor arquitectónico e patrimonial do edifício, tirando partido dele; apostar em soluções de projecto que permitissem uma vivência de acordo com os parâmetros de conforto actuais, preocupação desde o início manifestada pelos clientes.

 

2016F05_09CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img14 2016F05_15CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img16 CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img06 2016F05_11CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img09
 
2016F05_01CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img01
 
2016F05_02CASA_PINHEIRO_MANSO_Img01

2016F05_07CASA_PINHEIRO MANSO_INVITRO_Img18
 
2016F05_09CASA_PINHEIRO_MANSO_Img09
 
 2016F05_05CASA_PINHEIRO_MANSO_Img03  2016F05_06CASA_PINHEIRO_MANSO_Img05   2016F05_08CASA_PINHEIRO_MANSO_Img08 2016F05_10CASA_PINHEIRO_MANSO_Img17 2016F05_12CASA_PINHEIRO_MANSO_Img16  2016F05_17CASA_PINHEIRO_MANSO_Img15  2016F05_013CASA_PINHEIRO_MANSO_Img20

» Catálogo do Prémio 2016 (a disponibilizar brevemente)
» Prémio NTP 2016 » Prémios IHRU

 

 

-->