-->
Prémio IHRU_ATP_carr     
Prémio Nuno Teotónio Pereira »
Reabilitação Urbana | 2016

Prémio de Reabilização de Edifício
RECUPERAÇÃO / REQUALIFICAÇÃO DA IGREJA E CONVENTO DE S. FRANCISCO
Praça 1º de Maio, Sé e S.Pedro, Évora
2016F04_082 isf-exterior - depois
 
2016F04_052 isf-cobertura-museu - depois
 
PROMOTOR:
Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de S.Pedro
 
EXECUÇÃO:
Consórcio: STAP / MONUMENTA
 
PROJETO:
- Coordenação técnica: Arq.º Adalberto da Rocha Gonçalves Dias
- Arquitetura: Adalberto Dias, Arquitecto Lda.
- Arquitetura paisagista: Fernando Pedro Ferreira dos Santos, Arq.º Paisagista
- Estabilidade:  Gepectrofa, Gabinete de Estudos e Projectos de Engenharia Civil da Trofa, Lda. 
- Instalações Eléctricas: Speedlight – Engineering
- Instalações Mecânicas: Niluft - Engenharia, Lda.

É obra total, com operações de consolidação estrutural, de recuperação de coberturas, reabilitação de espaços, de obra nova, de conservação e restauro.
Envolve todos os espaços da Igreja, e o que sobrou do Convento e Paço Real demolidos no final do Sec. XIX, após um processo de declínio e abandono que se inicia com a perda da independência em 1640, seguindo-se o saque pelas invasões francesas e a extinção das ordens religiosas.
A cidade apropria-se deste espaço, e do edificado conventual e Paço Real que se desenvolvia para nascente da Igreja e onde a vivência monástica e o quotidiano da Corte se misturavam, subsiste a ala oriental com a Sala do Capítulo, a Capela dos Ossos e três tramos originais da ala nascente do Claustro, uma interpretação em ruína das arcadas do claustro norte adossado à igreja e um pórtico do claustro poente que limita o pequeno jardim que sobrou para o templo.

A intervenção necessária, suporta-se em quatro grandes acções que se realizam em sobreposição e simultaneidade:
- reconsolidação estrutural, através de um sistema de pregagens integrado na massa das paredes e contrafortes interiores e de tirantes na nave, para introdução da adequada resistência do edifício e do complexo à acção sísmica regulamentar, também para reposição da antiga Sala Régia inutilizada no séc. passado,
- reposição da antiga ala das celas dos monges do convento sobre a sala do Capítulo e Capela dos Ossos, recém redescoberta, para espaço museológico do espólio da Igreja, em articulação com um novo sistema de acessibilidades, por forma a separar circuitos de visita e percursos de culto e liturgia,
- substituição integral das coberturas existentes e seus sistemas de drenagem, para eliminar grande parte das patologias do edifício, incluindo a realização de uma cobertura sobre o percurso do claustro,
- conservação e restauro como deve ser, no respeito da marca do tempo e sem excessos de esplendor porque provavelmente nunca os tiveram, de pinturas murais e de cavalete, altares e respectivas talhas, imagens, azulejaria, artefactos religiosos, etc., que constitui todo o património móvel e integrado,
Incluindo naturalmente, a Capela dos Ossos, espaço de meditação e reflexão sobre a brevidade e transitoriedade da nossa existência.

2016F04_032 isf-sala-regia - depois 2016F04_031 isf-sala-regia - antes2016F04_072 isf-nave - depois

2016F04_042 isf-painel siza - depois 2016F04_041 isf-painel siza - antes 2016F04_071 isf-nave - antes
2016F04_081 isf-exterior - antes
 
2016F04_012 isf-museu - depois
2016F04_011 isf-museu - antes
 
2016F04_022 isf-claustro - depois
              
2016F04_021 isf-claustro - antes

   2016F04_092 isf-galile - depois   2016F04_091 isf-galilé - antes


» Catálogo do Prémio 2016 (a disponibilizar brevemente)
» Prémio NTP 2016 » Prémios IHRU

 

 

-->