angle-left null IHRU lança a “Primeira Pedra” do Plano Integrado de Almada para a construção de 1.169 habitações, destinadas a arrendamento acessível, num investimento total superior a 165 milhões de euros no âmbito do PRR
16 nov 2022

 

 

 

 

 

Decorreu hoje o lançamento da “Primeira Pedra” do projeto habitacional PIA.03 - Rua de Alcaniça, integrado na 1ª fase de construção de 208 habitações do Plano Integrado de Almada num investimento total superior a 31 milhões de euros financiados no âmbito do PRR.

A cerimónia de lançamento contou com a presença da Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, do Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, da Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, da Presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, Isabel Dias e da Presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês Medeiros.

A primeira fase, do Plano Integrado de Almada, é composta por três operações que visam a construção de 208 habitações destinadas a arrendamento acessível.

  • A primeira operação localizada na Rua de Alcaniça (PIA.03) tem por objeto a construção de três edifícios, que têm entre 4 e 5 pisos, num total de 24 habitações. Esta obra tem um prazo de execução estimado em 17 meses e representa um investimento global de 4 milhões de euros.

O projeto de arquitetura e especialidades deste conjunto habitacional, correspondente à proposta vencedora do Concurso público de conceção lançado pelo IHRU, I.P., é da autoria da empresa Branco del Rio Arquitectos, Lda, com a coordenação do arquiteto João Branco.

  • As outras operações desta 1.ª fase, Quinta do Olho de Vidro (PIA.07) e Alfazina (PIA.10), visam a construção de 184 habitações que representam um investimento global superior a 27 milhões de euros, estimando-se que as obras sejam iniciadas ainda neste ano de 2022.

O Plano Integrado de Almada (PIA) é constituído por um total de 14 operações, que serão desenvolvidas pelo IHRU, I.P. até ao 2º Trimestre de 2026, e que visam a promoção de 1.169 habitações igualmente destinadas a arrendamento acessível, num investimento total superior a 165,9 milhões de euros financiado no âmbito do PRR.

Estes são os primeiros projetos de promoção direta do IHRU, I.P., financiados no âmbito do investimento RE-C02-i05 - Parque público de habitação a custos acessíveis, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que corresponde a um investimento total de 607 milhões de euros, visando dar continuidade à estratégia de alargamento da oferta de habitação pública a rendas acessíveis para dar resposta, até ao 2º trimestre de 2026, a 5.210 famílias, que não têm capacidade de aceder a uma habitação no mercado livre.

Informamos que poderá visualizar o vídeo da cerimónia em portugal.gov.pt